O emprego dos porquês: vale a pena saber

Você está familiarizado com o emprego dos porquês? É uma das dúvidas mais comuns no dia a dia de concursandos, digitadores, jornalistas, etc. Vale a pena tirarmos esta dúvida para adquirirmos conhecimento na nossa língua. Confira abaixo:

 

 

Emprego dos Porquês

POR QUE

A forma por que é a sequência de uma preposição (por) e um pronome interrogativo (que). Equivale a “por qual razão”, “por qual motivo”:

Exemplos:

      • Desejo saber

 por que

      •  você voltou tão tarde para casa.

Por que

      •  você comprou este casaco?

Há casos em que por que representa a sequência preposição + pronome relativo, equivalendo a “pelo qual” (ou alguma de suas flexões (pela qual, pelos quais, pelas quais).

Exemplos:

      • Estes são os direitos

por que

      •  estamos lutando.

 

      • O túnel

por que 

    • passamos existe há muitos anos.

POR QUÊ

Caso surja no final de uma frase, imediatamente antes de um ponto (final, de interrogação, de exclamação) ou de reticências, a sequência deve ser grafada por quê, pois, devido à posição na frase, o monossílabo “que passa a ser tônico.

Exemplos:

      • Estudei bastante ontem à noite. Sabe

por quê?

      • Será deselegante se você perguntar novamente

por quê!


PORQUE

A forma porque é uma conjunção, equivalendo a pois, já que, uma vez que, como. Costuma ser utilizado em respostas, para explicação ou causa.

Exemplos:

      • Vou ao supermercado

porque

      •  não temos mais frutas.

 

      • Você veio até aqui

porque

    •  não conseguiu telefonar?

PORQUÊ

A forma porquê representa um substantivo. Significa “causa”, “razão”, “motivo” e normalmente surge acompanhada de palavra determinante (artigo, por exemplo).

Exemplos:

      • Não consigo entender

 o porquê

      •  de sua ausência.

 

      • Existem muitos

porquês

      •  para justificar esta atitude.

 

      • Você não vai à festa? Diga-me ao menos

um porquê.

Veja abaixo o quadro-resumo:

Forma Emprego Exemplos
Por que Em frases interrogativas (diretas e indiretas)Em substituição à expressão “pelo qual” (e suas variações) Por que ele chorou? (interrogativa direta)
Digam-me por que ele chorou. (interrogativa indireta)Os bairros por que passamos eram sujos.(por que = pelos quais)
Por quê No final de frases Eles estão revoltados por quê?
Ele não veio não sei por quê.
Porque Em frases afirmativas e em respostas Não fui à festa porque choveu.
Porquê Como substantivo Todos sabem o porquê de seu medo.
Updated: 8 de agosto de 2017 — 9:28 pm